O programa Krítica do SIS visa contribuir para a melhoria da proteção de Infraestruturas Críticas, Pontos Sensíveis e outras infraestruturas relevantes de sectores de atividade económica em Portugal face a eventuais ameaças terroristas.

Entre outros, são preferencialmente visados os seguintes: aviação, hotelaria, transportes terrestres e marítimos de passageiros, património histórico e arquitetónico, abastecimento de água, centros comerciais, energia e parques temáticos. Numa perspetiva ligeiramente diferente da abordagem aos setores acima referidos, mas igualmente incluída neste programa, são também visados os Municípios.

A principal vertente deste programa consiste na realização de ações de sensibilização e reuniões de trabalho junto de entidades dos setores visados, em contexto individual ou associativo.

Desde o início das ações de sensibilização do programa Krítica e até ao fim de 2021, foram realizadas 487 ações e reuniões de trabalho, com especial incidência nos setores do abastecimento de água, hotelaria e transportes terrestres e urbanos de passageiros.

Em 2021 foram realizadas 72 ações de sensibilização e reuniões de trabalho, repartidas por oito dos onze setores cobertos por este programa: Aviação Civil (4); Transportes Terrestres e Urbanos (21); Centros Comerciais (6); Abastecimento de Água (6); Energia (22); Transporte Marítimo (7); Património Histórico e Arquitetónico (3); e de carácter geral (3), tendo sido envolvidas 63 entidades.

A execução realizada foi condicionada por vários fatores adversos, dos quais se destaca o atual contexto pandémico, que levou ao adiamento ou mesmo ao cancelamento de várias ações agendadas. Ainda assim, a adaptação efetuada na execução deste programa, com a realização de ações online ou em regime semipresencial, permitiu uma recuperação dos seus resultados face a 2020, com mais 13 ações, embora ainda distante da que foi evidenciada em 2018 e 2019.

Ainda neste contexto, deve também ser referida a cooperação com a entidade reguladora do setor do abastecimento de água (ERSAR) no âmbito da transposição, para o ordenamento jurídico interno, da nova Directiva europeia sobre a qualidade da água, concretamente no que respeita às disposições sobre securit.

A estes resultados quantitativos acrescem outros de natureza qualitativa que se traduziram numa melhoria da cultura de segurança das organizações destinatárias das ações de sensibilização.

KRITIKA em números

 

 Distribuição setorial global das ações de sensibilização e reuniões de trabalho

 

Evolução anual das ações e reuniões de trabalho